FANDOM


"Eu nasci em uma pequena aldeia. Eu ainda era uma criança quando fomos invadidos por soldados. Soldados Estrangeiros. Arrancado dos meus anciões, eu fui obrigado a falar a língua deles. A cada nova conquista, meus mestres mudaram, junto com as palavras que eles... Me fizeram falar... As palavras são peculiares. A cada nova mudança, eu mudei muito meus pensamentos, personalidade, como eu via o certo e o errado... A guerra me mudou – e não só o meu rosto. As palavras podem matar. Eu fui

invadido pelas palavras, construções de galerias e reprodutores dentro de mim." Há um problema com a análise da infobox


―Skull Face

Skull Face era o comandante fortemente marcado de o grupo militar XOF. Ele secretamente ordenou a XOF na década de 1960 até sua morte em 1984, no primeiro agindo como um aliado secreto de Naked Snake e mais tarde como força de ataque de elite da Cipher até que ele finalmente tomou o controle da organização longe de Zero. Skull Face também criou a Unidade Parasita (the Parasite Unit), um grupo de soldados parasitas super-reforçados, que atuaria como seus principais impulsionadores e agentes de alto escalão para a XOF durante os anos 1980. Ele sofreu ferimentos extensos em sua juventude que causou suas características faciais: cicatrizes, queimaduras e descolorações, mais notavelmente um sorriso Glasgow.

Biografia Editar

Editar

Skull Face nasceu de dois trabalhadores de fábricas rurais em uma pequena aldeia na Hungria, ou mais precisamente, uma parte do norte da Transilvânia que seria restaurado ao governo húngaro durante a Segunda Guerra Mundial. Desde o nascimento, ele foi forçado a adotar várias línguas devido à Hungria ser dominada por vários países durante a sua vida, especialmente a Alemanha nazista durante a Segunda Guerra Mundial e, mais tarde a União Soviética durante a Guerra Fria. Sua infância foi interrompida quando a fábrica foi bombardeada pelas forças aliadas, sob a suspeita correta de que era um local de fabricação de armas. Ele foi pisado no rescaldo por uma multidão de civis correndo para escapar, e sofreu ferimentos significativos durante o caos, incluindo ser mergulhado em óleo fervente. Sua condição médica era crítica; uma enfermeira tratou suas feridas em uma enfermaria e comentou que ele deveria ser sacrificado. Ele ficou com deformidades dramáticas e danos nos nervos que o tornava incapaz de sentir dor, ambas as condições agravadas quando ele foi torturado por mãos estrangeiras mais tarde na vida.

Quando jovem, ele ganhava a vida como um espião e assassino na União Soviética, embora ele tenha passado seu tempo matando várias pessoas através de métodos que apontam contra o assassinato, muitos de seus alvos sendo aqueles que ele abrigou vingança contra por tirar a sua capacidade de falar a sua língua nativa. Um de seus alvos foi o líder soviético Joseph Stalin, a quem ele assassinou através de um dos seus MO’s, atrás de portas trancadas e fazendo parecer como se Stalin tivesse sofrido um AVC. Mais tarde, ele desertou para o Ocidente, acabando por ingressar no SAS. Foi aqui que ele conheceu seu futuro superior: major David Oh. Impressionado com as habilidades de Skull Face como um assassino e como estrategista militar, o major promoveu Skull Face como o seu XO (Oficial Executivo [Executive Officer]).

Depois, major Oh se demitiu do SAS para se juntar à CIA, Skull Face permaneceu como um dos seus agentes de elite de campo até o início dos anos 1960, quando ele foi contatado por seu ex-comandante, que ofereceu Skull Face para se tornar o comandante da unidade encoberta da CIA, a XOF. Ela foi criada como uma equipe de suporte não convencional para a sua colega, unidade FOX da CIA, para ajudar a torna-lo mais forte e para prestar apoio aos seus agentes, com Skull Face que dá as ordens. Sua primeira missão como comandante da XOF foi a Missão Virtuosa (Virtuous Mission), onde ele e uma equipe de agentes da XOF iriam seguir secretamente, dando assistência e limpeza após a operação da FOX com Naked Snake, bem como manter o seu status da missão. Após a Missão Virtuosa ser considerada um fracasso, Major Zero mais tarde foi dado à luz verde para iniciar a Operação Snake Eater. Precisando de seguros de que a missão seria um sucesso a todo o custo, Skull Face e uma equipe de agentes da XOF foram novamente e secretamente implantadas por Major Zero para Tselinoyarsk para fornecer apoio encoberto para Naked Snake.

Após a missão ser bem-sucedida, Skull Face e sua unidade continuaram a agir como uma unidade de apoio para todas as operações FOX até 1970, quando a FOX foi dissolvida, embora Major Zero tivesse oferecido a Skull Face e a XOF para participar de sua própria organização privada, Cipher, onde a unidade seria reformada com vigor e seria uma unidade secreta e pessoal de Zero, utilizando sua formação stealth para eliminar os inimigos de Zero com extremo preconceito ao se certificar de que eles nunca iriam lá. Skull Face, agora o agente de confiança de Zero, recebeu certa liberdade de se tornar o executor pessoal do Major, o que lhe permitia executar de forma independente a XOF enquanto via os ajustes e buscava projetos que quisesse e que encontrasse interesse, contanto que falasse com Zero primeiro. Enquanto a maior parte dispositiva de Zero foi dada as suas missões via procuração, Skull Face recebeu suas missões diretamente de Zero através de uma linha telefônica privada e segura, que foi projetada para manter suas conversas particulares. Ela também foi projetada para ser indetectável como precaução em caso de Skull Face decidir a trair Major Zero.

Embora ele odiasse tanto Major Zero quanto Snake, Skull Face, no entanto, sua posição na XOF era alta. Em algum momento, ele se reuniu com Code Talker, um biólogo Diné que vinha estudando uma estirpe que metabolizava urânio de archaea metálica para irradiação nuclear clean-up e em profunda necessidade de financiamento. Usando alguns recursos da XOF sem a permissão de Zero, Skull Face financiou a pesquisa de Code Talker e obrigou-o a concentrar-se no potencial da archaea como armamento nuclear, em vez disso, ameaçando acabar com a língua Navajo, se ele não os apresentasse. Skull Face também descobriu uma pesquisa de Code Talker em parasitas misteriosos nas cordas vocais, desta vez de repercussão desta ao Major Zero para posterior análise, embora nas mãos deste não fosse tão longe, apenas a ser utilizado como um caso de teste para experimentos de evolução reversa. Em algum ponto, Skull Face adquiriu alguns dos parasitas para uso posterior, que poderia causar vários sintomas horríveis, incluindo um declínio irreversível de sistemas cognitivos do hospedeiro.

INCIDENTE DE GROUND ZEROES Editar

Em algum momento após o Incidente de Peace Walker em 1974, Skull Face e a XOF assumiram o comando de uma base naval norte-americana chamada Acampamento Ômega de Cuba usando credenciais forjadas da CIA, transformando-o em um “buraco negro”. Durante este tempo, ele alegou que a XOF era uma unidade da CIA, embora o grupo não respondesse a Langley. Em uma ocasião, Skull Face retransmitia a sua história pessoal a um prisioneiro que ele tentou recrutar para o seu lado embora o prisioneiro morrido de tortura que Skull Face o infligia. Ele também acabou interrogando um agente MSF do Time de Inteligência, mesmo citando, brevemente, a linha de Big Boss sobre a dor “levando a melhor sobre nós”, ao tentar fazê-lo falar. Embora o prisioneiro nunca tenha divulgado qualquer informação, Skull Face, no entanto, chegou muito perto de quebra-lo, bem mais perto do que outros interrogadores de várias agências na base.

No final de fevereiro de 1975, Skull Face tinha aprendido que a espiã da Cipher, Paz Ortega Andrade, sobreviveu a seu encontro com Big Boss, sendo resgatada por pescadores locais. Vendo-a como a oportunidade perfeita de atacar Zero, Skull Face capturou Paz, já que ela era a única dos agentes que poderia dizer onde Zero estava escondido, desde a época em que entrara em reclusão para trabalhar no “grande experimento”. Precisando interroga-la sem que Zero soubesse, Skull Face a manteve presa na instalação norte-americana, na esperança de descobrir a localização de Zero. Alegando estar agindo por ordens da própria Cipher, ele passou a tortura-la violentamente para dizer a localização de Zero, constantemente empurrando seus limites físicos e mentais, embora ela tenha se mostrado como um desafio para seus métodos de tortura. Mais tarde, a XOF havia capturado um soldado criança, Chico, que estava tentando resgatar Paz a partir da base. Sabendo a associação do jovem com o grupo mercenário de Big Boss, MSF, Skull Face viu isso como a oportunidade perfeita de matar dois coelhos em uma só cajadada, sendo os dois coelhos Big Boss e Zero; começou então a torturar Chico também. Ele fez Chico assistir, enquanto o estupro de Paz estava sendo realizado, obrigando o menino a ter relações sexuais com ela e participar do próprio abuso, até que finalmente conseguiu quebrar a mente de Chico e este expôs detalhes importantes sobre a Mother Base, dados dos MSF e do Metal Gear ZEKE. Eventualmente, Skull Face confrontou Paz em particular, depois de explicar seus motivos, e inferir a sua disponibilidade para ajudar Big Boss a cumprir seu objetivo, ele conseguiu que ela revelasse a localização de Zero. Prevendo que Big Boss viria para resgatar os dois prisioneiros, Skull Face tinha implantado em Paz duas bombas, uma em seu abdômen para chamar a atenção de Big Boss e deixa-lo desprevenido e outra em seu ventre (“em um lugar onde os MSF não deveriam olhar”), como o seu ás na manga. Depois de ser informado que o aparelhamento preso nas estruturas na Mother Base feito por uma equipe avançada havia sido um sucesso, ele também ordenou que o pessoal da XOF para fazer cópias das gravações de Chico, tendo a intenção de que Big Boss com certeza fosse ouvi-los.

Em 15 de março, Skull Face visitou Chico no campo de prisioneiros da Base Ômega, para informa-lo de que Paz tinha revelado tudo o que ele precisava saber, e alegou ter mantido uma promessa: que lhe deu uma morte misericordiosa. Depois de receber da Inteligência que ele precisava destruir Big Boss, Skull Face converteu o buraco negro em uma área de estágio para seu ataque à Mother Base. Como ele chegou ao acampamento, os cães de guarda parados no acampamento latiram ferozmente para ele, sentindo-o como um inimigo. Ele então disse a Chico que ele deveria enviar suas lembranças a Big Boss, e perguntou-lhe como se sentia “sendo o traidor”. Skull Face, em seguida, foi para um heliporto com vários outros soldados da XOF, removendo o logotipo da XOF do helicóptero e, mais tarde quando já haviam levantado voo, Skull Face ordenou aos seus homens para remover os símbolos da XOF em seus braços e jogar para fora do helicóptero. Assim começou a operação Cavalo de Troia. Ele seguiu em direção à Mother Base, onde ele detonou secretamente as C4 colocadas nas estruturas de suportes das estações da Mother Base, iniciando o ataque da operação Cavalo de Troia. Coordenando o ataque do helicóptero, Skull Face seguiu para a torre de controle, onde ele encontrou Huey Emmerich. Oferecendo ao cientista uma saída, ambos escaparam com os dados da Mother Base de helicóptero e se dirigiram ao Afeganistão. Fiel às suas previsões, Big Boss resgatou Chico e Paz, sem descobrir a segunda bomba no ventre, embora Paz tenha se jogado do helicóptero que escapava da Mother Base no último instante, quando a segunda bomba explodiu.


Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória